Realengo - Portal Bangu

Ir para o conteúdo

Realengo


  Há várias versões para a origem do nome do bairro: uma delas explica que o nome origina-se da denominação da região no período imperial a qual era terras realengas de Campo Grande, do germânico realenga que nomeava tudo que estava longe do poder real. No entanto, segundo a tradição popular, seu nome é uma abreviatura do nome Real Engenho a qual era Real Engº, afixada sobre as placas no topo dos bondes desta região e que, com o passar do tempo, teria se tornado popularmente Realengo.
  Comprovadamente, as denominadas Terras Realengas têm sua origem, segundo alguns historiadores, pela carta régia de 27 de Junho de 1814, através do qual Dom João, ainda príncipe, concedeu, em sesmaria ao Senado da Câmara do Rio de Janeiro, os terrenos situados em Campo Grande chamados de realengos, porque advindos da conquista territorial pela descoberta do país.
Placa na estação de trem de Realengo
  O povoado de Realengo foi limitado pelo senado da Câmara do Rio de Janeiro pela provisão de 18 de julho de 1814, tomando posse a coroa destas terras testadas para a estrada de Santa Cruz.
  O bairro teve, como seus primeiros povoadores, escravos e emigrantes portugueses da ilha dos Açores, por ordem do príncipe regente Dom João, futuro Dom João VI. Ao chegarem, se dedicaram à agricultura, levando produtos como açúcar, rapadura, álcool e cachaça pelo porto de Guaratiba. Pelas pesquisas, ao contrário das regiões limítrofes, não houve engenhos em Realengo; a cana-de-açúcar colhida na região era processada em engenhos situados em outros bairros.

Voltar para o conteúdo